gjuniioor

char nick[9] = "gjuniioor";

printf("https://github.com/%s\n",nick);

printf("%s\x40protonmail\x2e\\\bch\n",nick);

puts("5E12 9ABC C2A9 564B C048 2DF9 D327 0D10 BC71 CF75");

Documentário :: Downloaded - The Napster Revolution

Jan 27, 2016 • direitos autorais,documentario,hacking,internet

Downloaded - The Napster Revolution conta, claro, como ocorreu toda a história do Napster, desde seu surgimento, seus processos e como ficaram seus criadores após o caso. Basicamente, é isso. rs’

Há um outro post aqui de um outro documentário que falou um pouco do Napster, esse aqui [0].

Em algumas obras os diretores e produtores se preocupam em não passar a ideia do protagonista (de quem está se contando a história) como sendo a certa. Exemplo disso temos o The Internet’s Own Boy [1]. Isso é algo que acho muito bom - deixa para o espectador decidir seu ponto de vista, apenas mostram os fatos - mas é algo que não foi preocupação por aqui. Sempre mostraram o lado do Napster como sendo o novo modelo a se seguir, ou seja, pouca imparcialidade. Mas claro: isso não torna a obra ruim! Só pra lembrar ;)

De certa forma até exponho minha opinião aqui falando que concordo com alguns pontos que eles falaram. Um deles é o crescimento do artista de forma natural! Músicos que não seriam reconhecidos por conta de gravadoras não acreditarem neles, a partir do momento qu uma música deles cai na rede e as pessoas gostam eles se tornam febre. Mostraram casos que isso ocorreu. “Simples assim”.

Agora falando da parte do conteúdo em si: não deixa nada a desejar! Foi abordado desde quando os fundadores se conheceram (pelo IRC, claro! haha) e os motivos que o levaram a gostar e utilizar tanto a internet - que acredito ser o motivo de muitos. (Meritocracia, dude. Meritocracia! rs’)

Há quem diga que o Napster foi uma das - senão A - primeiras “redes sociais”, por sim dizer. Havia a comunicação entre os usuários da rede e a troca da informação sobre seus gostos e tudo mais. Essas coisas todas fizeram com que a rede crescesse exponencialmente! Pelo que vi, isso fez com que muita gente se tornasse fã deste, não apenas usuários,mo vejo hoje em dia. Adesivos e camisetas por todo lado… Isso mostra um certo envolvimento de que para o público isso é bom, senão ótimo!

Podemos ver então que tanto tempo atrás, mesmo com o Napster sendo atacado e fechado da forma que foi não deixou de ser um marco. Parando para analisar como está a coisa toda hoje: iTunes, Spotify, Netflix… Podemos pensar nisso como uma evolução do Napster. Uma forma que encontraram de satisfazer os usuários com preços baixos e os produtores das mídias com sua remuneração.

Aqui tem o documentário disponibilizado no Archive.org. Fique a vontade! :

Mas bem, falando de iTunes, o que dizer da rede que até se parece um pouco com a ideia do Napster mas por ter tanto dinheiro por trás, aparentemente deu certo? Opss… Bem, melhor ficar por aqui. Até a próxima, pessoal!!

[0]: https://gjuniioor.github.io/movies/people-power/
[1]: https://gjuniioor.github.io/movies/the-internet-own-boy/

Gostou do post? Assina o feed e seja feliz!!