gjuniioor

char nick[9] = "gjuniioor";

printf("https://github.com/%s\n",nick);

printf("%s\x40protonmail\x2e\\\bch\n",nick);

puts("5E12 9ABC C2A9 564B C048 2DF9 D327 0D10 BC71 CF75");

Documentário :: Google and the world brain

Apr 20, 2016 • direitos autorais,documentario,privacidade

Fala, galera! Tudo certo? Bem, depois de uma sequência de filmes, vamos para alguns documentários, certo?

Esse de hoje é bem bacana. Recente, bem produzido … Mas a ideia dos reviews aqui, como já sabem, não é falar sobre esses detalhes, mas sim, falar a visão de alguém inserido no mundo da computação. Vamos nessa!

Google and the world brain (Google e o cérebro do mundo) é um documentário feito pela BBC que conta os trames envolvidos na criação do Google Books.

Google Books seria um projeto para fazer uma biblioteca gigantesca, agregando todo o conhecimento da humanidade, disponível para todos.

Bem, o seria ali é justamente para mostrar que tem algo de estranho nessa história. Mas antes, vamos devagar um pouco:

A busca pela coleção de todo conhecimento possível é algo notável do ser humano. Se não fosse verdade, casos como a famosa biblioteca de Alexandria não aconteceria. Ou ainda mais próximo de nós: bibliotecas de universidades, municipais, comunitárias … Nenhuma delas existiria. Quer que seja mais próximo de você? Então, para que baixar tanto material ou salvar tanto nos favoritos com a ideia de “depois eu olho”? Pois é, é justamente essa ideia de querer ter todo o conhecimento nas palmas das mãos.

A questão é que agora, com todo o conhecimento tecnológico que se tem, pode muito bem ser possível conseguir isso. E é o que o Google está tentando fazer, em tese.

Mas a ideia do Google é muito embargada por algumas incompatibilidades. A primeira que podemos falar é a questão de direitos autorais.

P.S.: Não estou aqui, nesse momento, para comentar se os direitos autorais são justos/úteis ou não, ok? Ok. Prossigamos.

O Google começou sua labuta de digitalizar vários livros, e com isso, obras com direitos autorais entraram no bolo. Quem acompanha o blog, já viu em outros documentários, que a indústria dos direitos autorais é forte e além de latir, sabe morder muito bem. Pois, foram logo para cima da empresa com todos seus processos e argumentos e, até então, a digitalização de obras com copyright está proibida e o Google pagou multa pelas que já foram.

Uma questão que podemos falar aqui é como esse processo todo de julgamento é feito por debaixo dos panos. Tudo na espreita. Ninguém sabe nem viu nada. Afinal, muitos acordos de confidencialidade são assinados. Briga de cachorro grande.

Agora um dos maiores impasses que tem nessa questão é o lado ético da coisa. Muita gente afirma que o Google não está fazendo algo legal para os usuários. Não está sendo bonzinho, só fazendo o papel de lobo na pele de cordeiro. Muita gente alega que se trata da criação de um monopólio do conhecimento, em que a empresa será a única capaz de comercializar, por exemplo, obras esgotadas, existente apenas para consultas em bibliotecas. Empresas como Amazon e Microsoft, de certa forma, aparentam querer entrar no jogo, mas grandes bibliotecas já tem seus acordos - por debaixo dos panos, claro - com a Google.

E ainda mais, há quem afirme (e convenhamos, há razão nisso) que não se trata de o Google criar uma biblioteca enorme. Eles estão criando a maior livraria já existente. Afinal, os livros estão lá para serem comprados. E além de lucrar dessa forma, com a venda dos PDFs e outros formatos, vão lucrar com seu principal produto: os usuários. Afinal de contas, em nenhum momento Google afirma que essa “biblioteca” está apenas para ser lida e não ler o comportamento do usuário.

Pois bem, durma com essa! Forte abraço e até mais ver.

Gostou do post? Assina o feed e seja feliz!!