gjuniioor

char nick[9] = "gjuniioor";

printf("https://github.com/%s\n",nick);

printf("%s\x40protonmail\x2e\\\bch\n",nick);

puts("5E12 9ABC C2A9 564B C048 2DF9 D327 0D10 BC71 CF75");

Documentário :: We steal secrets: The story of Wikileaks

Apr 29, 2016 • ativismo,documentario

You talk of times of peace for all, and them prepare for war.

E é com essa imagem de uma famosa frase que começo o post do hoje! Veja só, recentemente postei sobre duas obras falando sobre o Wikileaks: o filme The Fifth Estate [0] e o documentário Mediastan [1]. Agora, vamos para mais uma! Olha o trailer dele documentário aqui:

O documentário é bem produzido e conta vários fatos importantes! Fala de toda a história de um dos maiores vazamentos de dados sigilosos que já aconteceu, o famoso cablegate. Mostra a questão de como decorreu o vazamento e suas consequências, coisa importante de se ver.

Também fala do caso de Chelsea Manning, a informante do Wikileaks. Muitos a usam como exemplo, querendo dizer que o Wikileaks não é seguro para seus informantes, coisa que não passa de uma forma de querer amedrontar. No documentário deixa claro que o único motivo de Chelsea ter sido descoberta foi por ela conversar com outras pessoas sobre o caso, passar muitas informações a quem não era confiável. Também é citado o fato de ela querer fazer o mesmo com outros dois jornais de grande circulação.

Portanto, que sendo Manning a única informante do Wikileaks conhecida e que o motivo disso foi que ela falou com outras pessoas por meio inseguros, isso trás mais uma prova que o meio utilizado pelo Wikileaks, o Rubberhose (que falei um pouco sobre no post do The Fifth Estate [0]), é bem seguro até então.

Há também, no documentário, explicando melhor sobre o famoso caso da acusação de Julian Assange ter estuprado algumas mulheres. Bem, não vou contar como foi o caso para não perder a graça. Para isso, assite o documentário ai! É bem interessante. :)

Ah, fato “bacana”: Falei sobre o filme The Fifth Estate, produzido com base no livro de Daniel Domsheit, ter sido muito criticado, certo? Pois bem, ele aparece nesse documentário e suas opiniões podem ser ouvidas. Note como não é algo unânime, como é retratado na obra dele. Eis a importância de verificar várias fontes! ;)

Todo o documentário é bem interessante e dá para entender bem toda a história. Agora, há uma parte da narrativa que não gostei. Ela fala algo assim:

"Julian Assange é um cara obsecado por segredo, por manter os dele e revelar os de governos e corporações"

Isso, para quem não conhece, trás a ideia de que? Que o Julian, e consequentemente Wikileaks, quer ver o mundo pegar fogo, desde que não estejam no incêndio, certo?

Pois, isso, na verdade, faz parte do princípio da turma Cypherpunk [2], que seria “privacidade para os fracos, transparência para o fortes”. Portanto, acredito que essa parte no documentário poderia ser um pouco mais informativa. Mas nada que estrague por completo a boa obra.

Bem, por hoje, é isso, pessoal! Até mais!

Links

[0]: /movies/the-fifth-estate/
[1]: /movies/mediastan/
[2]: /category#cypherpunks

Gostou do post? Assina o feed e seja feliz!!