gjuniioor

char nick[9] = "gjuniioor";

printf("https://github.com/%s\n",nick);

printf("%s\x40protonmail\x2e\\\bch\n",nick);

puts("5E12 9ABC C2A9 564B C048 2DF9 D327 0D10 BC71 CF75");

VirtualBox no ArchLinux

May 17, 2015 • linux,archlinux,virtualbox

Arch Linux não é essa distribuição que é só chegar, rodar um comando e pronto… Pois bem, para aqueles que gostam de fazer seus testes, é interessante ter um ambiente de virtualização disponível. E uma ótima solução para isso é o VirtualBox.

Nesse artigo vou abordar os seguintes tópicos:

  • Instalação
  • Habilitando os módulos e rodando no boot
  • Habilitando modos de rede Host Only e Bridged
  • Adicionais para convidado
  • Extension Pack

    Instalação

A instalação é, de certa forma, simples. Primeiramente, terá de instalar o pacote VirtualBox:

# pacman -S virtualbox

Depois você precisará instalar os módulos. Mas antes, tem de saber qual o seu kernel e escolher o módulo relacionado à ele. Para saber a versão do kernel que você usa:

$ uname -r

Após rodar o comando acima, verifique qual é o kernel instalado por aí. Se for o ARCH:

# pacman -S virtualbox-host-modules-arch

Caso seja o kernel LTS:

# pacman -S linux-lts-headers virtualbox-host-dkms

E, por fim, para poder usar a interface gráfica mais comum, que é baseada no Qt, precisa instalá-lo:

# pacman -S qt

P.S.: eu não precisei, mas para evitar que aconteça algum problema contigo, melhor adicionar logo seu usuário ao grupo do VirtualBox (Ah! Não preciso avisar para substituir “gjuniioor” pelo seu usuário, né?!):

# gpasswd -a gjuniioor vboxusers

Com isso que fizemos até agora, já temos o essencial (referente à programas) para rodar o VirtualBox, mas ainda precisamos de uma coisinha… Siga.

Habilitando Módulo

Isso mesmo! Para rodar o VirtualBox precisa-se rodar um módulo em específico, que é o “vboxdrv”:

# modprobe vboxdrv

Possa ser que após fazer isso, a modificação não surta efeito. Então, você roda esse comando e certamente vai resolver:

# depmod -a

Habilitando Módulos para rodar no Boot

Sempre que você iniciar seu computador, vai precisar rodar o módulo para poder usar o VirtualBox. Seria bom demais se tivesse como habilitar o módulo já no boot da máquina, né?! Pois bem! É possível! Veja…

Basta criar um arquivo em /etc/modules-load.d/, pode ser com o nome “virtualbox.conf” mesmo:

# echo vboxdrv >> /etc/modules-load.d/virtualbox.conf

E pronto! Agora, sempre que iniciar a máquina, já terá o módulo rodando e com isso o VirtualBox vai rodar de boas.

Habilitando Modos de Rede Host Only e Bridged

Até aqui, o que temos já pode rodar as máquias no modo de rede NAT e rede interna, mas pode ser que você precise rodar em Host Only ou Bridged e, para isso, precisamos fazer uns procedimentos a mais. Siga…

O Arch Linux não vem com o programa “ifconfig”, mas sim com o “ip” (que é uma atualização). A questão é que o VirtualBox precisa dele para esses modos. O pacote que tem esse programa é o “net-tools”. Então, só instalar, né?! Quase isso…

# pacman -S net-tools

Depois disso, vamos precisar rodar dois módulos:

# modprobe vboxnetadp
# modprobe vboxnetflt

P.S.: vamos ver se está lendo só por ler ou querendo aprender… Faça os passos já ditos anteriormente, para caso o carregamento do módulo não tenha surtido efeito e também habilite para rodar já no boot.

Depois disso, já é possível usar modo Bridged ou Host Only em nossas máquinas. Show!

Adicionais para Convidados

Os adicionais para convidados permitem que o VirtualBox faça, por exemplo, compartilhamento de diretórios entre o Host e a VM, dentre outras coisas.

Para conseguir isso, precisamos instalar um complemento do VirtualBox:

# pacman -S virtualbox-guest-iso

Extension Pack

O Extension Pack é um pacote de extensões que permite que o VirtualBox faça boot por placas Intel, ou ainda tenha acesso ao USB, por exemplo.

Para instalar, temos duas possibilidades. Vejamos.

Com AUR:

Basta executar o comando abaixo:

$ yaourt -S virtualbox-ext-oracle

Pelo VirtualBox:

Você precisará entrar nesse link e importar o arquivo pelo menu: Arquivo → Preferências → Extensões.

Observações

Esse artigo foi feito e testado no Arch Linux x86_64 com kernel 4.0.1-1-ARCH.

Foram testados os seguintes modos de rede: Bridged, Rede Interna e NAT.

Não cheguei a testar as opções de Adicionais para Convidado nem o Extension Pack, mas pela leitura de alguns manuais e Wikis, vi que seria dessa forma.

Todos os demais comandos foram testados.

Artigo originalmente postado no Viva o Linux.

Boa sorte e até mais ver! :D

Gostou do post? Assina o feed e seja feliz!!